submission, wrestling, jiu-jítsu, grappling e mais
📢  Avisos importantes do blog (4)  
DESTAQUES DO LUTA VS LUTA
GALERIA DE IMAGENS
 

18 de março de 2019

Textual description of firstImageUrl

Por uma luta mais picante

  (2) comentários. ← Participe da discussão.

Existe qualquer coisa de sensual no universo de lutas, não é verdade? 

Lutar com outra pessoa, sentir os músculos em choque, o toque da pele e o gosto do suor do adversário... em especial nas lutas agarradas, isso é algo que não se pode evitar e faz parte.

Enfrentar outro cara num combate pode exigir tanta força, habilidade e concentração, que muitas vezes ficamos sérios demais para pensar em como a cena pode parecer sensual à vista dos outros.

Só que tem uma galera que acha esse aspecto da luta pra lá de desejável e curte explorar um pouco mais da picância da coisa. Para esse pessoal, quanto mais tesão sentir na luta, melhor. E tá tudo bem isso, desde que o adversário esteja na mesma vibe e vocês possam curtir o fight juntos da melhor forma que quiserem.

E uma coisa que a galera curte muito é chamar o amigo para uma lutinha a sós... e de cueca. E se o combate for em cima da cama, então tá pronto o cenário dessa brincadeirinha privê!

Nem sempre você terá uma cama grande e apropriada para transformá-la numa arena de luta. Por isso, muitos se arriscam a ir para um motel e fazer o fight numa daquelas camas maiores.

Mas há alguns poréns. Em uma luta na cama, não dá para aplicar alguns golpes porque os movimentos ficam limitados em um pequeno espaço. Os lutadores, confinados, acabam fazendo um fight sem tanta variação, muito mais agarrada e com rounds muito mais longos do que normalmente aconteceria numa luta normal.

Isso também ajuda a equilibrar o combate. Particularmente, já acabei fazendo uma lutinha dessas, só para descobrir bem cedo que alguns golpes meus eram inúteis e que meu então adversário, que normalmente seria facilmente derrotado, se transformou num oponente duro de ser batido.

Escolhi uma luta hoje que pode parecer familiar para muitos leitores do blog e acho que seria interessante ler a opinião de vocês.

Isso é um tipo de luta que vocês curtem e estariam dispostos a fazer mais vezes? Deixem aí o comentário. Valeu!

15 de março de 2019

Textual description of firstImageUrl

Na lutinha, vale tudo!

  (0) comentários. ← Seja o primeiro a comentar.

Seja você o cara da pancada ou o cara do chãozinho básico e imobilizações, numa brincadeira de lutinha, acontece de tudo. Se o dia estiver para grappling, bora rolar no chão com o amigo. Se a noite pedir MMA, então caia matando com seu oponente num cinco minutos (ou mais) sem perder a amizade.

Melhor ainda é não ter regra alguma. Você começa a lutar com seu adversário meio que no susto. Os dois ali explorando um ao outro, e então começa a rolar mais disso e mais daquilo e você já não sabe se está num combate de Submission Wrestling, MMA ou outra coisa.

O lance é se divertir e deixar rolar. O que importa mesmo é a competição e a adrenalina do combate. No final do confronto, que o perdedor pague a aposta e o vencedor que fique com todos os louros, porque ele merece!

14 de março de 2019

Textual description of firstImageUrl

Irmãos que lutam entre si são melhores brothers

  (0) comentários. ← Seja o primeiro a comentar.
Os irmãos Matt Serra e Nick (Macaco Louco) Serra caem na luta agarrada, provando que luta entre brothers é mesmo o máximo. Confira essas imagens old school tiradas do fundo do baú!

E você, já lutou com seu irmão antes? Infelizmente nunca rolou um fight com o meu brother, mas imaginação é o que não falta.

Nick Serra se prepara para amassar o irmão com seu potente par de coxas

Lutadores de Jiu-Jítsu, esses dois estavam sempre lutando um contra o outro

Entre irmãos não tinha frescura, e os caras se pegavam de sunga no submission wrestling

Eles nunca lutaram (entre si) profissionalmente, mas, longe do público, rolava altos fights

9 de março de 2019

Textual description of firstImageUrl

Sim, eu quero lutar com o Superman!

  (2) comentários. ← Participe da discussão.

No dia 6 de agosto de 2011, quando Dennis Hallman parou em frente ao octógono do UFC e revelou ao mundo o ousado traje de luta que usaria para lutar com Brian Ebersole pela 133ª edição do torneio de artes marciais mistas, as pessoas se surpreenderam.

Um exaltado @danawhite  esbravejou no Twitter: "WTF!!! Fighting in that will be illegal after tonight!  Anyone want to grapple with hallman?" 

O apelido de Superman é pertinente. Não pelas sungas do herói de Kripton que ele costuma usar nas pesagens, mas sim pelos nomes do MMA que ele atropelou na sua grande carreira no fighting.

Com um cartel de lutas que inclui duas vitórias por submission em cima de Matt Hughes, Dennis "Superman" Hallman é um dos grandes grapplers de uma geração.

Tendo obtido apenas 8% de vitórias no MMA por K.O., o cara se especializou em submeter seus adversários na arena com imobilizações e alavancas que fizeram gigantes do ringue pedirem água.

E naquele fatídico dia, Dennis colocou sua sunga azul lilás e pensou: vou ganhar desse cara hoje no submission... e preciso da máxima agilidade possível. então vou usar isso e que se dane.

Claro que ele fez uma aposta arriscada. A sunguinha não só era umas das mais curtas da história do UFC, como também tinha tal elasticidade que poderia se passar facilmente por uma cueca slip.

Se vencesse, seria o cara macho o bastante para entrar na arena com um traje que poucos teriam coragem de usar. Se perdesse, seria o palhaço da vez, aquele que tentou fazer graça, mas acabou tomando uma sova.

Naquele dia, o destino das sungas de lutas no mundo do MMA, ou pelo menos no UFC, estava nas mãos do nosso Superman.

E começado o confronto, Dennis parecia confortável, iniciando o combate como se aquilo fosse apenas uma luta de submission wrestling, pulando no rival com enorme destreza e avisando logo quem é que mandava ali.

Fosse uma luta ao estilo mais puro grappling, Dennis seria imbatível, e aquele gigante viraria sua putinha em três tempos.

Só que nosso ilustre lutador parecia não estar com vontade de definir o combate tão cedo. Como um Heel que gosta de brincar com seus oponentes e fazê-los espernear e se debater no ringue, ele pegou o adversário pelas costas só para ficar dando bobeira na sua garupa. Seria fácil demais terminar o combate ali, num mata leão, ou mesmo numa guilhotina, como ele teve a chance momentos depois, mas não... a noite estava para riscos e ousadias em excesso para ele.

Ao final, sem definir logo uma imobilização no primeiro round, Dennis acabou atingido, e, atordoado, levou uma série de marretadas que grappler nenhum do mundo conseguiria acompanhar.

A luta terminou. Um K.O. rápido no primeiro assalto. Um golpe de sorte eu diria do seu oponente, mas acima de tudo, uma luta perdida pelo nosso herói que não viu a kriptonita que seu adversário carregava por debaixo da luva.

Como foi dito acima, depois do combate, Dennis passou a virar motivo de chacota nas redes sociais. Sua sunga, banida para todo o sempre. E seu grappling outrora invejado, colocado em cheque.

Seja como for, esse grande cara merece todo nosso apoio. Sua sunga era demais. Lembrou os tempos do vale-tudo do passado, onde lendas como Jacaré e Carlos Newton reinavam absoluto e não se importavam em sair rolando pela arena com trajes minúsculos.

Nesse mundinho do MMA de hoje, com seus lutadores leite de pêra, catfights e polêmicas fakes, não há espaço para lutador raiz como Hallman.

E respondendo à pergunta: - Sim Dana, eu lutaria com ele SIM. Com sunga e tudo. Também pegaria a minha sunga e rolaríamos pelo octógono no mais puro grappling, sem todas aquelas gambiarras dos strikers.

Lutaríamos como nos velhos tempos, em um round de 30 minutos, sem interrupções por (suposta) falta de ação quando estivéssemos grudados no chão, e quem na plateia quisesse continuar acompanhando, eu os saudaria, pois eles seriam os verdadeiros fãs de lutas, que estariam ali para ver um grande duelo, sem as firulas, luzes e fumaças dos eventos de hoje.

Confira o combate e aproveite.

7 de março de 2019

Textual description of firstImageUrl

Como você quer lutar?

  (0) comentários. ← Seja o primeiro a comentar.

Era uma vez, há alguns anos atrás, em um grupo ultra-secreto e exclusivo do Facebook, uma galera topezera começou a se reunir com a intenção de combinar um mega encontro de lutadores para um verdadeiro fight club versão lutinha.

Ao invés de só ficarem lá curtindo fotos, os caras queriam era agitar as coisas. Planejavam o esquema nos mínimos detalhes. Pareciam animados e com tesão em sair na mão com todo mundo.

Havia todo tipo de regras. E uma coisa que chamava a atenção foi a de terem selecionado um vídeo de uma luta no Youtube para servir de modelo, explicando assim, visualmente, como deveriam ser as lutas que seriam realizadas naquele famigerado clube.

Assim como eles, muita gente por aí costuma escolher um vídeo da internet de uma luta que curtiu para mostrar aos amigos (ou inimigos). O objetivo é despertar no outro o desejo de imitar aquele fight contigo, mostrando a ele como você gostaria de lutar.

Depois de algumas trocas de links aqui e ali, você e seu futuro oponente já tem uma ideia bem precisa do que tem que fazer. Daí, basta se encontrarem depois frente à frente e botar os corpos para se embolar.

A luta exibida no clube em questão, que serviu de exemplo para aqueles lutadores, foi de um vídeo que eu havia postado anos antes na antiga versão do blog, e que depois foi copiada e compartilhada novamente no Youtube por outro canal, mas dessa vez com uma audiência que hoje chega às centenas de milhares.

Sobre um tatame de jiu-jítsu, lutadores montados em traje de lutador profissional se apresentam imponentes com suas luvas de MMA e sungas old school.  

Logo o fight começa, com golpes de impacto sendo aplicados na medida certa de violência, numa verdadeira "luta-livre". Nada que substitua o bom e velho chãozinho, contudo, com os lutadores rapidamente partindo para o grappling, investindo nos agarrões e imobilizações, ao melhor estilo submission wrestling, como nas clássicas lutinhas de imobilização em que os caras rolam agarrados para medir forças e dominar o adversário.


E você, já mostrou para alguém um vídeo de alguma luta na esperança dele querer tirar um fight contigo naquele estilo? Se ainda não fez, quem sabe essa não seja uma boa ideia, hein?

TRANSLATE

Copyright © 2009 - 2019 Luta vs Luta Grappling For Fun (All Rights Reserved). Tecnologia do Blogger.